Maconha x Esquizofrenia: Uso de cannabis pode causar psicose?

Foi publicado agora, no início de dezembro, um estudo que pode colocar um pouco mais de fogo na discussão sobre a associação entre o uso de maconha e o desenvolvimento de sintomas de psicose. Na renomada revista Schizophrenia Research, Ashley Proal e colegas publicaram os resultados da comparação entre famílias com histórico de esquizofrenia e aquelas sem qualquer histórico de psicose.SR - Capa

Estes resultados foram bastante interessantes, quase polêmicos*, tendo em vista que a associação do uso de maconha na adolescência com esquizofrenia é bastante difundida. Diversos estudos nas últimas décadas têm apontado esta ligação. No entanto, Proal e seus colegas da Harvard Medical School lembraram que associação não é causação. Ou seja, a associação é existente e inegável, o uso de cannabis está associado com psicose, contudo, isto não implica causalidade, talvez as pessoas com uma maior vulnerabilidade para o desenvolvimento de esquizofrenia tenham uma maior propensão ao uso de maconha. Foi isto que os autores desse estudo foram verificar.

CannabisEles compararam 4 grupos de participantes. Os grupos foram compostos por aqueles que já usaram maconha e aqueles que nunca usaram nenhuma droga, e estes dois grupos foram divididos entre aqueles com esquizofrenia e as pessoas que não apresentam sintomas psicóticos. Os autores encontraram um risco mais elevado para o desenvolvimento de esquizofrenia nos parentes dos pacientes que já tinham esquizofrenia, independentemente do uso de maconha.

Em resumo, não há nenhuma evidência de que a maconha cause esquizofrenia. Os autores ainda salientam que, em pessoas geneticamente vulneráveis, a maconha pode até alterar o início, a gravidade e o desfecho da doença… Nada disso foi excluído, mas causar psicose ela não causa.

Legalização, descriminalização, valor medicinal, recreação… O debate sobre maconha é sempre muito apaixonado e, geralmente, pouco racional (de ambos os lado). Uma discussão importante baseada apenas em discursosono. Esse tipo de estudo garante um pouco mais de sobriedade à discussão. Bom, que a cannabis faz mal, sim, é fato, agora é importante saber o quanto e como. Só assim a gente consegue deixar os mitos de lado.

Referência:

Proal , Ashley C.; Fleming, Jerry; Galvez-Buccollini , Juan A. & DeLisi, Lynn E. (2013). A controlled family study of cannabis users with and without psychosis. Schizophrenia Research, no prelo.

* Para mim, dados não são polêmicos, opiniões podem ser.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s